quarta-feira, 26 de julho de 2017

Qual o seu padrão de vida?

Atualmente eu ouço muitas pessoas reclamando sobre a crise. A falta de emprego, a falta de dinheiro entre outras. Há pessoas que escolhem viver um padrão de vida consciente. Gastando o necessário, poupando algum dinheiro, já outras vivem um padrão não condizente com a sua renda, e com isso não poupa nada. Não preocupam com o futuro, pensam que o emprego atual é para sempre, e acabam torando tudo. Sobre estabilidade de emprego isso é muito comum para servidores públicos. Eles pensam que não perderão o emprego, mas isso não é o que estamos vendo com a política atual. O futuro é incerto para esse tipo de emprego.

Há muitas pessoas que vivem apenas de aparências. Sempre estão consumindo, comprando coisas que não precisam. Postando fotos em redes sociais com sorrisos, mas no fundo sabem que isso não condiz com a sua vida atual. Esse tipo de pessoa quando perde o emprego fica desesperada, mas mesmo assim tenta manter o padrão. Assim, acaba se endividando total. 


Como aumentar o seu padrão de vida de forma satisfatória


Desde criança sonhamos em possuir algo. E isso não é errado. O problema é que muitos não entendem que isso é de forma gradual. Como a maioria é pobre, uma forma de conseguir aumentar o padrão de vida que cabem no bolso é tendo um emprego bom, um empreendimento. E sempre procurando crescer no ramo que você atua. Assim, você irá conquistando as coisas que sempre almejam, mas de forma consciente. 

Ter um alto padrão de vida não quer dizer que você tem uma boa qualidade de vida. Quem mantém um alto padrão de vida incompatível com sua realidade a sua qualidade de vida é ou pode ser afetada negativamente, pois sempre tem alguma dívida, sempre ficam preocupadas e inseguras. E não querem que outras pessoas do meio o vejam baixando o seu nível. Isso tudo acabam afetando a saúde da pessoa.

Muitos colegas falam para mim: "Cowboy você mantem seu padrão de vida igual o anterior. Deixe de ser mão-de-vaca". Esses colegas falam isso porque hoje a minha renda é maior 4x a anterior, mas porque eu mudar meu padrão de vida, sendo que o anterior eu vivia de forma satisfatória. Com isso eu poupo mais, fazendo com que a minha independência financeira chegue mais rápido. 

Se a pessoa tem uma vida satisfatória e sua renda aumenta. Não há muita necessidade dela aumentar o padrão proporcional a sua renda. Compre algo que deseja, viaje para os lugares pretendidos, mas aproveite esse aumento e aumente os seus aportes. Se cada vez que a sua renda aumenta e você aumenta os seus gastos, isso fica parecendo que sua renda não aumentou.

Abraços,
Cowboy Investidor

32 comentários :

  1. Excelente reflexão.

    É bem melhor viver sem dividas, comprar aquilo que precisamos mas de maneira planejada.

    O padrão de vida é uma das chaves do sucesso

    Abraço e bons investimentos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá DIL.

      Obrigado pelo comentário. Verdade, ter uma vida equilibrada ajuda para ter sucesso.

      Abraços.

      Excluir
  2. Eu já tive esse pensamento de ao ter um incremento de renda já ir pensando o que poderia comprar a mais com esse dinheiro extra. Infelizmente esse é o comportamento padrão do brasileiro, e as pessoas ao seu redor (principalmente amigos e família) acabam te incentivando a ficar nessa corrida dos ratos.

    Felizmente esse pensamento matrixiano ficou para trás. Hoje estou muito satisfeito com meu padrão de vida, que venho mantendo mesmo com alguns aumentos de renda que tive e com o foco no objetivo maior que é a independência financeira.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá SM,

      Bom que você saiu da corrida dos ratos. Pois é, a maioria das pessoas só pensam no que vai comprar com o aumento da renda. Nada de investir.

      Abraços.

      Excluir
  3. Fala Cowboy!

    Eu só aumentei meu padrão de vida devido ao casamento, se não estaria na mesma rsrs. Em breve conto isso lá no blog

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá II,
      Pois é, não época que fui casado meus gastos aumentaram também, mas depois que saí os gastos voltaram ao normal.

      Abraços.

      Excluir
  4. Após anos de muito esforço e poupança, passando por diversas necessidades, alguns anos atrás consegui aumentar meu padrão de vida bastante pois cheguei a receber quase 4 mil reais. Minha esposa fazia mais uns 3 e com isso tínhamos uma vida confortável, apesar de não ter muitos luxos, pois aportavamos o excedente. Nossos custos eram apenas 2 mil. Sei que pra muitos aqui esses salários são baixos mas para nós foi uma conquista quase impossível.

    Aí a Dilma terminou de destruir o país. Nosso custo de vida aumentou pra 3, 3500 reais sem nada ter melhorado. O Brasil quase virou uma lixeira como a merda da Venezuela. Tivemos que acelerar nosso plano de sair do Brasil, e até hoje só quem vejo aumentar o padrão de vida são os funcionários públicos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá CF,

      A maioria da população ganha um salário mínimo. Seu salário era bom.

      Verdade, o PT destruiu o Brasil.
      Muitos funcionários públicos tem o padrão de vida alto, mas poucos tem poupança. Com essa incerteza vejo muitos preocupados, mas só isso. Que poupar que é bom, é nada.

      Abraços.

      Excluir
    2. CF e Cowboy, os caras aumentam, via de regra, com base no consignado.
      Poucos FP estão recebendo algum aumento (e, curiosamente, alguns q recebem são generosos aumentos). Estou há 3 ou 4 anos com o salário CONGELADO. Ou seja, depreciado face à inflação. Sei lá o que seria de mim se não fosse a "deflação do custo de vida".

      Pra todo mundo tá complicado. Minha mãe é FP tb. Algumas vezes vi ela recebendo reajuste de 0,01%...E ao que me recorde o salário dela (bruto) é de menos de 5k.... e não de milhões (infelizmente).

      FP, via de regra, tem uma dificuldade incrível de ver que seu futuro não está garantido.

      Excluir
    3. Olá FPI,

      Isso é verdade. Hoje o servidor não está tendo mamata como no passado. Claro que tem alguns que ainda tem, mas são poucos.

      Abraços.

      Excluir
  5. Buenas, Cowboy! Muito bom o texto, concordo plenamente. Meus custos obviamente aumentaram e muito, pois filhos custam caro (kkk). Mas sempre busquei o equilíbrio e fazer sobrar, por mais que meus ganhos variem absurdamente (comissões).

    Abraço e sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá IpV,

      Pois é, filhos custam caro, mas mesmo assim dá para equilibrar as finanças.

      Abraços.

      Excluir
  6. É isso aí Cowboy. O problema é quando o padrão não melhora mas os custos aumentam, afinal no Brasil é "normal" o Governo da noite para o dia aumentar um imposto e o povo ter uma "bela" surpresa. Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é FB,

      O problema é que o governo interfere demais na nossa vida e acabam nos ferrando financeiramente.

      Abraços.

      Excluir
  7. Boa reflexão Cowboy.

    Eu vivenciei bem isso há um tempo, hoje já penso diferente. Qualquer aumento de renda que vier é pra ser bem calculado, e incrementar os aportes.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você saiu da corridas dos ratos DFL.
      É isso aí. Sempre é bom aumentar os aportes e viver uma vida com equilíbrio.

      Abraços.

      Excluir
  8. Olá cowboy, finalmente chegou meu gabinete novo, farei uma postagem hoje pela noite sobre o que rolou nesse último semestre, tava elaborando ontem mas não deu tempo de terminar.

    Abraço do Norte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom LB, agora é manter as postagens.

      Estarei esperando a postagem.

      Abraços.

      Excluir
  9. Nunca fiz dividas que passassem de 24 meses no máximo, no caso financiamento. Somente meu apartamento que tive que financiar por 40 anos haha mas quitarei em 4.

    Infelizmente tem gente sem noção que não pensa no futuro, gasta tudo e quando menos espera não tem nada e precisa de grana.

    Abraços do BnA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá BnA,

      Também não gosto muito de parcelar. 40 anos é pesado, a pessoa vai passar a vida toda pagando parcela. Claro que tem umas que fazem igual a você e quitam em poucos anos.

      Abraços.

      Excluir
  10. Pois é Cowboy, como dizem agora: "o povo gosta é de ostentar" kkk.
    Você não precisa ficar mostrando pros outros. Isso não significa comprar coisas ruins, ou mesmo comer em lugares ruins ou não ir viajar. É questão de equilíbrio.

    Vale pagar mais pra uma roupa que é melhor (caimento, durabilidade, não desbota, etc), sim, desde que um pouco a mais... Não 10x mais... Não lembro quem foi o autor, mas escreveram na finisfera: "será que esse item 10x mais caro é 10x melhor ?". É mais ou menos assim q penso. Pago mais caro numa calça que vá durar mais, que seja mais confortável e tenha um caimento Ok, mas não vou pagar 10 a 20x mais por isso. Idem com carros, roupas, viagens.... Será que esse item vai me deixar X vezes mais feliz que o outro, X vezes mais barato?


    Abc

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá FPI,
      É verdade. Hoje o negócio é se ostentar. Sim, sempre ter equilíbrio. Em relação a comprar uma coisa melhor e mais durável nesse caso você tem razão. No final a pessoa estará economizando.

      Abraços.

      Excluir
  11. Fala Cowboy!

    Exatamente isso, a 3/4 anos atrás eu tinha esse pensamento, vivia endividado, hoje já sou mais politico em relação a isso, porém preciso melhorar mais.

    Abraços e sucesso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá SB,

      Parabéns, bom que você saiu da corrida dos ratos.

      Abraços.

      Excluir
  12. O padrão de vida de cada um está intimamente ligado às suas crenças e valores. Não é trabalho fácil para um consumista deixar de sê-lo. Não é apenas um vício, mas algo que está ligado a identidade da pessoa. Claro, isso não está no DNA, mas foi desenvolvido ao longo da vida, influenciado pela família, pelos amigos, pelo meio em que vive. Então é possível sim ter uma vida financeira equilibrada sem se sentir um mão-de-vaca. No início é preciso algum esforço, mas com o tempo tudo fica mais fácil.
    Para quem valoriza uma boa situação financeira, a questão é muito simples e tranquila. Quase automática. É questão de escolha e prioridade.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excelente comentário IR,

      Realmente isso está mais ligado ao meio que a pessoa vive.

      Abraços.

      Excluir
  13. Quanto mais alto suas aspirações, maiores suas desilusões. Aqueles que possuem vida simples, são os mais felizes.
    Boas reflexões.
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá UÓ,

      Isso é verdade. Por isso que tento levar uma vida simples.

      Abraços.

      Excluir
  14. Falou tudo e mais um pouco, temos que viver somente com o necessário e nada além disso!! lá na frente colheremos esses frutos !!

    ResponderExcluir
  15. Excelente reflexão, Cowboy.

    Muitos, inclusive eu, se deixam levar pela falsa ideia de que estabilidade existe. Sou funcionário publico e não confio no Estado. Veja o que aconteceu na Grécia.

    Estou lutando para acumular capital para iniciar um empreendimento e, também, conquistar a tão sonhada independência financeira.

    Seu blog foi um dos primeiros que li na finasfera. Seus textos são curtos e trazem informações pontuais, parabéns.

    Um abraço fraterno,
    Don Lobo.

    https://negociosdonlobo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá DL,

      Obrigado pela visita e pelo cometário.

      Abraços.

      Excluir