segunda-feira, 8 de maio de 2017

Emprestar dinheiro, emprestar cartão de crédito: Como lidar com isso

Emprestar dinheiro aos entes queridos e amigos é muitas vezes uma má ideia, pois isso coloca seu
relacionamento em perigo. Mas quando alguém que você ama está com dificuldades financeiras e você tem os meios para ajudar, pode ser quase impossível dizer não. Se você for emprestar. Então, o que você fazer?
Imagem (mundo das frases)

Não espere obter o dinheiro de volta

Um empréstimo a um amigo ou a um membro da família resulta muitas vezes na perda do dinheiro e do relacionamento. Então, não planeje fazer algo com o dinheiro que você emprestou. Trate esse dinheiro como um fundo perdido. O problema maior é esperar recebê-lo e o não pagamento pode resultar em coisa mais séria, como a perda de amizade.

Espere por um pagamento lento

Mesmo que você tiver discutido o dia de receber o dinheiro de volta. Não coloque esperança de receber no dia definido. Espere por receber esse dinheiro parcelado, por dias, meses ou anos.

Faça uma lista de verificação

Esse passo é a primeira coisa que você deverá fazer. Faça uma verificação do nome da pessoa. Deixe o sentimento de lado e aja como um banco. 

O que fazer

  • Verifique que essa pessoa te pediu dinheiro no passado. Se pediu, você foi pago de volta?
  • Foi pago de volta em tempo hábil? Você recebeu o dinheiro no tempo definido? Recebeu todo o combinado?
  • Qual é a probabilidade de ser pago de volta desta vez, caso não seja a primeira vez?
  • A pessoa tem meios para obter dinheiro para te pagar? Tem bens, um emprego, um negócio?
  • Quais são os fundos a serem usados? Quais os meios que a pessoa irá usar para te pagar.

Cobrar juros

Muita gente não cobra juros quando faz um empréstimo a parentes e amigos. Mas dependendo do tempo de empréstismo a cobrança de juros é essencial, pois isso pode te proteger da inflação. Defina qual o juro a ser cobrado. Não exagere nos juros. Cobre o praticado no mercado ou o que vai te proteger da inflação.

Discutir os termos

Discuta como vai ser a forma de pagamento. Se vai ser parcelado. Se o pagamento do juros  (se for cobrar) vai ser mensais, trimestrais, semestrais, anual (is) e o principal no dia do vencimento ou tudo no dia definido do pagamento.

Documentar por escrito

Algumas pessoas fazem um documento por escrito e pegam algumas assinaturas de testemunhas afim de se precaver caso haja a inadimplência. Isso é meio polêmico, mas não deixa de ser uma forma de se resguardar.

Obter detalhes

Pergunte a pessoa qual o objetivo do dinheiro. Esse dinheiro vai ser para comprar algo, pagar dívidas, pagar coisas relacionadas à saúde. Muita gente tem a cara de pau de pedir dinheiro emprestado para comprar carros, motos ou para gastar atoa. Dependendo do que a pessoa irá comprar ou pagar, é melhor não emprestar. Já tive parentes que me pediu dinheiro emprestado para comprar moto, mas eu não emprestei. 

Considere o impacto

Empreste somente o que não vai te comprometer financeiramente. Não passe disso, pois depois é você que irá ter dificuldades financeiras. E isso pode te afetar sentimentalmente e querer receber o dinheiro antes do combinado, caso você tenha definido.

Apenas emprestar o que a pessoa pode pagar

Empreste apenas o que a pessoa tenha condições de pagar. Nada a mais. 

Envolva o parceiro de imediato

Se você é casado ou em um relacionamento onde você está compartilhando uma conta de banco com seu (a) companheiro (a), certifique-se que o cônjuge está de acordo com sua decisão de emprestar o dinheiro a um parente ou amigo. Caso não esteja de acordo, isso pode causar uma tensão para suas reservas de dinheiro e o relacionamento pode ficar comprometido. Envolva o parceiro de imediato.

Emprestar dinheiro a parentes, amigos, ou seja, para quem que seja é uma das coisas mais complicadas para algumas pessoas. Muitas não sabem dizer não e isso pode afetar o relacionamento para sempre caso você empreste e não receba. Se você não se sente confortável em emprestar dinheiro a melhor coisa é dizer não. É melhor doar a emprestar caso você vê que isso pode afetar o seu relacionamento.

Uma coisa que acontece muito é o pedido de empréstimo de cartão de crédito. Na minha opinião, não empreste. Isso pode ser muito comprometedor, seu nome pode ficar sujo na praça caso o pedinte não te pague e você não tenha o dinheiro para cobrir a fatura. E os juros do cartão de crédito são os mais altos praticados no mercado. 


Abraços,
Cowboy Investidor

19 comentários :

  1. Gostei do post. Bem sensato. Inclusive sobre querer saber no que a pessoa pretende utilizar o financiamento.

    ResponderExcluir
  2. CI,

    No início da minha vida adulta emprestei cheques algumas vezes pra amigos. Digamos que eu era o mais bem sucedido naquela época. Nunca tomei calote.
    Mas... não emprestaria dinheiro hoje.
    Na última vez que me pediram cheque (há uns 7 anos atrás) eu fiz o seguinte: falei pro meu amigo que iria com ele no banco orientar como conseguir um talão. Nem precisei ir...

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Magrão,
      Eu já tomei calote. Emprestei dinheiro e não recebi.
      Conheço algumas pessoas que pedem cheques emprestado também.

      Essa estratégia que você usou foi muito boa.

      Abraços.

      Excluir
  3. Os únicos que sabem que eu tenho dinheiro guardado são os amigos muito próximos que eu confio muito, já emprestei e me pagaram certinho, se eu posso ajudar e sei que a pessoa é honesta eu não nego, pois o mundo dá voltas e eu espero nunca precisar mas a gente nunca sabe, os conhecidos quando vem com aquele papinho de dizer que eu to bem, com emprego estável, salário bom eu já desconfio e interrompo dizendo que nem tudo é o que parece que a minha situação tá difícil, já falo que levei calote do inquilino (é verdade) então eles já mudam de assunto e nem me pedem o dinheiro, fico sabendo depois que foram pedir para outra pessoa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Unknown,
      Sempre tem uns conhecidos que ficam com esse papinho. Eu já levei calote desses também. Agora estou esperto.

      Abraços.

      Excluir
  4. Eu já emprestei o nome, para a empresa da Ex-esposa, um saco, foi a única vez que eu cedi algo para alguém !!1

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá SP,
      Acho que emprestar o nome é mais complicado do que dinheiro. Dinheiro até posso emprestar, mas nome aí já não empresto para ninguém.

      Abraços.

      Excluir
  5. Eu tenho uma política simples: praticamente nunca empresto nada. Nem pego emprestado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá MP,
      Essa estratégia sua é muito boa. É o que atualmente eu faço.

      Abraços.

      Excluir
  6. Buenas, Cowboy! Eu, infelizmente, tenho alguma grana emprestada para amigos, mas não gosto. No que liquidar esses, pretendo não emprestar mais.

    Abraço e sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá IpV,
      Eu também nunca gostei de emprestar dinheiro.

      Abraços.

      Excluir
  7. Sempre utilizo a seguinte estratégia (ou desculpa): falo para o "pedinte" que o dinheiro da poupança é pra emergência e o restante está posicionado em títulos sem liquidez ou em ações que eu não vendo. Sinto muito. Sempre funcionou...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá FB,
      Já inventei essa desculpa também. Para falar a verdade. Eu não gosto de emprestar dinheiro.

      Abraços.

      Excluir
  8. grande cowboy!!!

    venho passando uma situação... q um amigo falou em pegar $ emprestado... e seu post deu valiosas dicas a respeito...
    uma dúvida q ainda tenho é... como escapar do leão (IR)?

    abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá PD7,
      Tem como declarar esse empréstimo no IR. Leia esses dois artigos aqui para tirar as dúvida.
      Aqui

      E

      Aqui

      Abraços.

      Excluir
  9. Eu tenho emprestado para um amigo, sempre fico pensando que ele deve quitar logo, mas está pagando os juros rsrs...

    ResponderExcluir
  10. Se ele está cumprindo o combinado. Então está bom. Agora o principal é importante.

    Abraços.

    ResponderExcluir