segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Como os jovens da zona rural pensam e agem

Quem acompanha meu blog já sabe que nasci na zona rural e morei lá até concluir o ensino médio, logo em seguida fui para a cidade fazer faculdade. 

Nasci  numa família bem pobre, mas hoje pelo menos tem uma terra que dá para tirar coisas para o sustento. Meus irmãos já estão todos adultos, mas nem todos com as suas vidas feitas, todos estão em busca de uma vida melhor. Apesar de não morar lá, sempre apareço por lá para visitar meus pais, parentes e amigos. 

Uma coisa que percebo que a maioria que ficaram por lá estão fodidos em relação a parte financeira e até acabado pela parte física. Parecem ser mais velhos que eu, mesmo tendo a mesma idade ou menos. Vamos ao que interessa, que é a parte dos pensamentos desses jovens. Vejo que o que eles pensam e agem são parecidos com a maioria da população, mas vou falar deles, pois tenho mais propriedade para falar.

A maioria são caras que trabalham muito, não são preguiçosos, mas vejo que eles não tem muito um sonho focado em adquirir terras, gados, etc. Eles gastam seus ganhos com bebidas e carros. Muitos que não possuem terras saem para trabalhar em outras fazendas, para executar serviços, como: corte de cana, cuidar de gados, lavouras de feijão, etc. Ficam por lá meses ou anos e chegam com uma boa grana e a primeira coisa que fazem é gastar todo o dinheiro com bebidas e carros, não é que eu acho que eles não podem possuir veículos, mas eles não pensam que vão ficar velhos e fracos um dia. Posso contar no dedo os caras que compraram terras e estão vivendo uma vida tranquila e tem o seu lugar para trabalhar.

Sonho dos jovens da zona rural
Alem dos caras gastarem rios de dinheiro no carro e no som, eles precisam voltar a trabalhar fora de novo, pois o dinheiro acaba e não tem como pagar as contas.
Quando eu comprei um carro, eles me perguntaram se eu não iria colocar um "sonzão" e eu falei que não.

Uma coisa que também andei vendo foi alguns jovem fazendo carteira de empréstimos que os bancos: caixas, BB, Banco do Nordeste oferecem para quem quer iniciar um trabalho na terra, como: comprar gados ou plantar, mas os caras acabam comprando carros ou motos com esse dinheiro e quando chega a hora de pagar não pagam, pois não tem de onde tirar renda.

Eu sou de uma região que é pobre, mas em comparação do que era antes como nos anos 90 que é de lá para cá que lembro mais, está muito bem melhor. O que falta mesmo é trabalhar a cabeça das pessoas. Vejo que a maioria estão na matrix, poucos aproveitam o que o governo oferece e o que ganham pelo o seu suor. 

Eu não estou defendendo nenhum governo, hoje até que o governo não está muito ajudando, mas há uns anos o incentivo era muito grande. Poucos souberam aproveitar, e quem aproveitou está com uma vida muito boa, muitos caras que não tinha onde cair morte estão hoje com suas terras tirando o seu sustento. Para deixar claro, de onde eu sou não tem esse negócio de reforma agrária, as terras que o pessoal tem lá foram compradas por eles mesmo.

Abraços,
Cowboy Investidor

24 comentários :

  1. Cara exatamente igual a região onde moro, tem neguinho aqui que tem equipamento de som de mais de 30k, muitos valem mais que o proprio carro kkk, o que ganham é literalmente sugado por esses equipamentos pois os mesmos vivem queimando alguma coisa kkk..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá micro, isso é verdade. Carro com som caro e a casa do camarada caindo por falta de reforma. Vai entender a cabeça de povo.

      Abraços.

      Excluir
    2. Na região onde cresci é a mesma coisa. Gol chaleira rebaixado com um equipamento de som que vale mais que o carro. É incrível a falta de visão de longo prazo do brasileiro médio.

      Excluir
  2. Opa, Cowboy!

    É uma triste realidade, o brasileiro tem uma dificuldade imensa para entrar no caminho da riqueza, infelizmente.

    No campo o custo de vida é menor, logo, não se precisa de muito para poder viver, então, se os que nele moram tivessem consciência financeira, imediatamente preparariam um plano financeiro a fim de comprar terras e desenvolver agricultura ou agropecuária. Mas, ao contrário, querem viver como os "playboy's da cidade grande".

    É por isso que os imigrantes europeus e japoneses que cá vieram (não todos, mas maioria) conseguiram melhorar bastante de vida, pois focaram em trabalhar exaustivamente para acumular um patrimônio financeiro e serem donos do próprio negócio. Diferente de muitos brasileiros que cá já estavam e pensavam apenas em ter o suficiente para viver como os pais viviam. Resultado...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá anônimo,
      Isso que você falou é verdade. Os caras querem ser os "playboys" e nem pensam no futuro.

      Abraços.

      Excluir
  3. Parece até a versão humana dos pavões, kkkk, tal qual pra aparecer pras fêmeas, abrem as malas pra mostrar quem tem o maior som, pra tocar uma músicas ruins, som abafado, pq é caro, mas são um lixo as caixas( como tudo nesse país, caro e qualidade duvidosa, começa com os próprios carros), mas pra ouvir as porcarias que tocam, ta bom demais kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Unknow,
      Verdade, ainda fica um monte de macho ao redor dançando.

      Excluir
  4. Ta aí Cowboy, um tema interessante e pouco falado.
    Já lí em alguns blogs da finasfera alguns posts e comentários de pessoas em sua maioria moradores de grandes cidades dizendo o que imaginam da vida em pequenas cidades ou mesmo zona rural.
    Lí várias opiniões fantasiosas, provavelmente de quem nunca morou em localidades desse tipo.
    A realidade é que hoje o modo de pensar e se comportar das pessoas dos grandes centros urbanos e das pequenas cidades é idêntico.
    Já morei na grande SP e hoje moro numa cidade bem pquena e digo isso por experiência própria, aquele interior ingênuo se é que algum dia foi realmente assim, é cada vez mais coisa do passado.
    Lógico e felizmente isso trouxe benefícios como distribuição mais democrática da eletricidade, acesso das crianças e jovens as escolas, aumentou o número de faculdades no interior do Brasil, há linhas de crédito voltadas a população rural etc.
    Sim muita coisa melhorou, sem contar na democratização ao acesso à informação, que ganhou mais força ainda após a popularização da internet.
    Mas muita gente continua com uma visão estereotipada da vida nesses locais.
    Não considero em média o pessoal que mora aqui muito mais únido, simpatico ou solícito do que onde morava.
    A proximidade entre as pessoas é maior, o que é até quase inevitável, mas nem sempre isso se traduz em relacionamentos mais próximos como muitos acham.
    A ostentação em maoir ou menos grau existe em todo lugar, isso está na cabeça das pessoas e enquanto as pessoas encarem esses comportamentos como necessários eles continuarão.
    Não é porque a cidade é pequena que as pessoas usam menos os carros ou motos, aqui quem tem carro geralmente não vai nem até a esquina a pé. Aliás difícil encontrar com a maioria das pessoas que tem carro andando na rua.
    em vou entrar em outros detalhes e questões pra ocupar muito espaço.
    O que digo é isso: Felizmente a estrutura do interior do Brasil de maneira geral vem melhorando, mas o interior tradicional, "mais caipira" até por conta disso vai acabando, o que é normal e esperado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá anônimo.
      Obrigado pelo comentário excelente. Realmente é assim mesmo.

      Abraços.

      Excluir
  5. Olá Cowboy é bem isso mesmo, tbm tenho "um pé na roça" e vejo muita coisa absurda, os caras querem ser os "Agroboys" do pedaço... hahahaha

    Abraços e Suce$$o!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Noimon.
      Verdade, querem ser playboys.

      Abraços.

      Excluir
  6. Não tenho pé na roça, mas gostaria de comprar um terreno (aqui em SP chamamos de terreno e não lote rsrsr) em um cidade pequena e construir uma casinha, pretendo passear pelo interior para ver de perto como funciona !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá SP,
      Cidade pequena é legal. É bom fugir dessa muvuca da cidade grande as vezes.

      Abraços.

      Excluir
  7. Bom post.

    Nao entendo esta coisa de botar sonzao e se achar o bonzao rs.

    Ainda bem que você nao esta nesta rs.

    Abraco CI

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá VDC,
      Não entro nessa. Só fico observando.

      Abraços.

      Excluir
  8. Manada será sempre manada, na bolsa ou fora dela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá VDD,
      Verdade, manada é manada em independente do lugar que está.

      Excluir
  9. Típicos "chimpanzés" brasileiros, também possuo amigos e parentes assim em cidades pequenas ou zonas rurais, infelizmente.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Doutor,
      Meus parentes são a maioria desse jeito também. Poucos estão indo para o caminho contrário.

      Abraços.

      Excluir
  10. Eae cowboy blz achei seu blog e me identifiquei muito pois sou novo 21 anos e oq vc falou e bem isso mesmo trabalho numa fazenda e muitos pensam assim mesmo kkkkk sorte q dês de cedo meu pai me ensinou o valor das coisas hj invisto em gado e to pagando um terreno devo tar com uns 100k do q tenho... li seu blog aq e é muito bom parabéns... acompanhando aq

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá anônimo,
      Obrigado pela visita. Parabéns pela sua jornada.

      Abraços.

      Excluir
  11. Essa coisa de carro e sonzão é pra pegar mulher.
    É muita energia mental e financeira desperdiçada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá FS,
      Isso é verdade. A maior besteira que os caras fazem.

      Excluir